Blog

Conteúdos sobre as soluções
empresariais de
Computação em Nuvem

Como funciona o rastreio de erros da Cloudster?

maio 2, 2022

O rastreio de erros faz parte da investigação dos problemas na nuvem e é um recurso essencial que deve estar presente no serviço de cloud computing (computação em nuvem) disponibilizado pelo seu provedor —sendo que será por meio desse tipo de ferramenta que a sua empresa conseguirá aprimorar o ambiente de TI.

A Cloudster dispõe de várias ferramentas, tanto pagas como gratuitas, que viabilizam esse rastreio. Para aproveitar desse recurso, é preciso continuar a leitura para entender mais sobre o rastreio de erros, seu conceito, importância, ferramentas e aprender como elas atuam na prática. Acompanhe!

O que é rastreio de erros?

Como o próprio nome ressalta, o rastreio de erros consiste em uma ferramenta que ajuda os desenvolvedores a identificar falhas no sistema do negócio e suas respectivas fontes. É importante que sejam encontrados os motivos pelos quais erros acontecem para evitar que eles se repitam no futuro.

Na prática, todos os componentes de uma infraestrutura de TI — como servidores, redes, computadores, sites e entre outros — geram logs, um documento que traz os registros operacionais de eventos relevantes ocorridos em um sistema computacional. Esses arquivos servirão como base para identificação de erros, pois serão analisados por diferentes programas em busca de problemas.

Esse procedimento faz parte do serviço de gestão da Cloudster e é utilizado para fazer troubleshooting, uma abordagem sistemática para a solução de problemas que é usada para encontrar e corrigir problemas. De forma geral, esse processo pode ser feito aplicando as seguintes etapas:

  1. Identificação: são feitas perguntas do que será encontrado ou respondido, a partir da investigação do problema;
  2. Coleta de informações: coleta informações das mensagens de erros, logs, resultados de diagnósticos, monitoramentos, entre outros dados para eliminar variáveis e delimitar possibilidades de respostas;
  3. Reprodução do problema: são feitas tentativas de recriar o problema para desenvolver hipóteses e encontrar a raiz mais provável;
  4. Tentativa de reparações: com base nas descobertas e nos dados coletados, são feitas experimentações para tentar corrigir os erros.

Quando esses logs são centralizados, em ferramentas como o Elasticsearch (um mecanismo de busca para desenvolvedores) ou Cloudwatch Logs (para armazenar e acessar logs de diferentes fontes) são utilizados para automatizar uma boa parte da reparação de falhas.

Basicamente, quando é identificado um tipo de erro específico e conhecido, um conjunto de ações é disparada para que seja corrigida automaticamente. Imagine que uma aplicação esteja consumindo muita memória e surge uma mensagem indicando que o sistema está sem memória (out of memory). É possível, por exemplo, executar autonomamente uma correção para o problema, como a reinicialização automática do sistema.

Como ele se aplica e qual sua importância?

Com o rastreio de erros a empresa conseguirá aprimorar continuamente seu ambiente de TI e processos, minimizando falhas e problemas.

Imagine que um erro faça com que o sistema fique indisponível, neste exato momento, um conjunto automático de instruções tenta recuperar o serviço. Caso essa ação não resolva o problema, um profissional da Cloudster será acionado, imediatamente, para solucionar a questão. No entanto, também serão consultadas as ferramentas de rastreio para que ele saiba exatamente o que gerou esse problema, aplicar correções e evitar que essa indisponibilidade se repita.

Ferramentas de rastreio podem usar várias tecnologias para encontrar a causa raiz de um problema. Um exemplo é o Machine Learning, que pode correlacionar um ocorrido com um acontecimento no sistema. Por exemplo, o programa relaciona a queda do sistema com o pico da memória automaticamente.

Portanto, o objetivo geral da investigação de problemas é evitar que complicações se acumulem e a empresa tenha um backlog extenso para corrigir, trazendo eficiência e otimização para o ambiente na nuvem.

Quais são as ferramentas de rastreio de erros?

Apesar das ferramentas serem voltadas ao rastreio de erros, elas funcionam de formas variadas e possuem diferentes finalidades. Elas podem investigar redes, sistemas operacionais, processos, questões de performance e entre outras ações. Se interessou? Veja quais são as mais utilizadas na nuvem nos tópicos seguintes:

AWS X-Ray

Essa ferramenta da Amazon Web Services (AWS)  auxilia os desenvolvedores na análise e depuração de suas aplicações ao permitir conhecer melhor sua performance. Ela funciona tanto em aplicativos simples como complexos e analisa o comportamento de solicitações, podendo descobrir quais pontos da aplicação apresentam problemas de desempenho.

New Relic

New Relic é um Software as a Service (SaaS) que escaneia e monitora em tempo real diferentes ambientes digitais para diagnosticar problemas de desempenho. Ele coleta logs automaticamente, analisa e correlaciona informações sobre o comportamento dos aplicativos. A ferramenta possibilita diversas funcionalidades para atingir essa finalidade, como:

  • Base de dados: apresenta uma visão geral e detalhada do desempenho do banco de dados;
  • Análise de falhas: permite analisar e solucionar problemas rapidamente;
  • Mapa: traz visibilidade mais ampla ao unir todos os serviços que se conectam à aplicação em um ambiente;
  • Transações: avalia o desempenho das transações identificando tempo de resposta e outras informações.

Datadog

Plataforma que pode ser usada para criar métricas de desempenho às equipes de TI e DevOps, além de monitorar e estudá-las. Sua finalidade é fornecer mais visibilidade para infraestruturas de alta escala e dinâmicas, sendo ideal para acompanhar cargas de trabalho da nuvem por um fluxo simplificado. Conheça alguns de seus principais recursos:

  • Coleta e análise de desempenho de banco de dados, servidores, sistemas e até de outras ferramentas;
  • Visualização de logs, rastreamento, métricas e outros elementos em um único painel;
  • Centenas de integrações prontas para uso;
  • Depuração, auditoria e análise de registros;
  • Painéis sincronizados das métricas de DevOps;
  • Mapeamento dos aplicativos e arquitetura de suporte em tempo real;
  • e entre outros.

Dynatrace

O Dynatrace utiliza da inteligência artificial para realizar diferentes monitoramentos sobre o negócio. No âmbito da identificação de problemas, a ferramenta executa uma análise de desempenho do negócio trazendo insights sobre a saúde comercial do negócio, o comportamento do usuário, as transações comerciais, a topologia do aplicativo e o estudo da causa raízes de imperfeições que aferem os usuários.

Rastreio de erros: Quais são as ferramentas gratuitas?

Também existem ferramentas gratuitas cujas características são ideais para a sua empresa. Desvende a lista abaixo e saiba mais:

Zabbix

Um software de código aberto usado para monitorar toda a infraestrutura de TI, incluindo a nuvem. Ele dispõe de relatórios e permite a visualização dos dados com excelência e características com base nas informações armazenadas.

Grafana

Possibilita analisar e visualizar métricas por meio de gráficos podendo coletar dados de qualquer sistema operacional. Além disso, possui suporte para variados bancos de dados. Apresenta recursos para construir dashboards com indicadores customizados, uma ampla flexibilidade, várias funcionalidades e uma interface intuitiva.

Ao usufruir do rastreio de erros, você pode rastrear falhas no sistema e corrigi-las rapidamente. Nesse caso, é importante contar com uma provedora que estude seu negócio, implemente as ferramentas que melhor se encaixam nas suas características e atenda sua demanda.

A  Cloudster, referência global, é uma consultora com ampla experiência no mercado em auxiliar seus parceiros a migrarem para a nuvem.

Conheça melhor as características, qualidades e diferenciais da Cloudster ao entrar em contato conosco e agendar uma reunião!

← Voltar

Newsletter

Assine a nossa newsletter e fique por dentro do nosso conteúdo.

Agende uma reunião conosco:

Prontos para sua empresa

Experiência de mais de 300 projetos AWS.